Finados, presença e ausência.

Perdi meu pai aos 14 anos. Meu melhor amigo, melhor pessoa que já conheci. Passaram 14 anos e perdi de novo meu melhor amigo, o Léco. Sinto falta deles todos os dias, mas não uma saudade melancólica, sinto aquela saudade de sorrir. Aquela de quando tu sente um cheiro bom de pão, de quando tu …

Finados, presença e ausência. Leia mais »